11/03/13
Papo Carreira

Descubra seus pontos fortes

Conhecer as fraquezas é importante para o desenvolvimento profissional e pessoal. Mas localizar, desenvolver e saber descrever os seus talentos é a chave para você trilhar uma carreira de sucesso

Durante a trajetória profissional, muitas pessoas focam seus esforços em treinamentos e cursos para minimizar os pontos fracos, também denominados como “lacuna de competência” ou “áreas de oportunidade”. Em certos casos tal abordagem é realmente necessária. Um curso de oratória, por exemplo, pode ajudar um profissional pouco articulado; do mesmo modo que aulas de informática podem beneficiar um colaborador competente, mas com certa resistência a novas tecnologias.

Identificar as fraquezas é indispensável para o desenvolvimento profissional e pessoal, mas passar a vida tentando remediá-las pode até evitar o fracasso, mas não contribui para um resultado excepcional. “O maior potencial de crescimento de cada pessoa está nas áreas onde ela tem seu ponto mais forte”, atesta Marcus Buckingham no livro “Descubra Seus Pontos Fortes” (Editora Sextante, R$ 29,90). Mas afinal, quais são os seus pontos fortes? O que você sabe fazer melhor do que a maioria das pessoas?

Segundo Buckingham, o primeiro passo é saber distinguir os talentos naturais das coisas que você pode aprender. Se nos dedicarmos, podemos ficar um pouco melhores em praticamente tudo. Porém, os pontos fortes são uma combinação de três fatores: o talento (padrões naturalmente recorrentes), o conhecimento (lições e fatos aprendidos) e a técnica (procedimentos de uma atividade). Por ser inato, o talento é considerado o ingrediente mais importante, enquanto os outros podem ser adquiridos com o aprendizado e a prática.

Consequentemente, o segundo passo proposto pelo autor é identificar os talentos dominantes. É normal que você não saiba quais são eles, já que tanto a escola como o trabalho focam mais no aprendizado e na prática. Então, cabe a você liderar a busca por seus talentos. Tente uma atividade e observe com que rapidez a domina, se você se deixa absorver por ela a ponto de perder a noção do tempo e é capaz de acrescentar um toque pessoal que ainda não lhe ensinaram. Se nada disso acontecer após alguns meses, tente outra atividade – e depois outra.

Já o terceiro e último passo é encontrar uma linguagem comum para descrever seus talentos. É possível que você saiba exatamente o que está querendo dizer com “pensamento estratégico” ou “facilidade de relacionamento”, mas as pessoas ao redor podem interpretar as mesmas palavras com sentidos diferentes. Procure identificar os termos que mais captam os seus pontos fortes para revelar o que há de melhor em você aos que estão à sua volta.

O método de identificação de talentos proposto por Buckingham inclui um teste online que ajuda a reconhecer os cinco principais talentos individuais, exclusivo para quem adquire o livro, já que é necessário colocar um código de acesso impresso na capa. Porém, como o próprio autor ressaltou, é sua a responsabilidade de buscar o autoconhecimento, identificar os seus pontos fortes e usá-los para obter resultados excepcionais na carreira.